A Frente Parlamentar em Defesa da Previdência Social retomou seus trabalhos nesta terça-feira (6/8) em reunião com entidades de servidores públicos, incluindo a ANFIP e a FUNDAÇÃO ANFIP. O objetivo do encontro foi definir os destaques supressivos a serem apresentados na votação do segundo turno da PEC 6/2019 (reforma da Previdência) na Câmara dos Deputados.

O presidente da ANFIP, Décio Bruno Lopes, destacou que nessa reta final de votação é imprescindível que o trabalho no Congresso Nacional seja feito “corpo a corpo” com os parlamentares. “Não é para sermos indelicados. É para mostrar que essa reforma não é interessante para o Estado, pois não protege o cidadão. Ela desmonta o Estado social e o direito ao desenvolvimento dos povos”, frisou.

Na oportunidade, foi entregue um kit de publicações para auxiliar no trabalho. “Visitem os parlamentares nas bases e entreguem esses materiais, pois ainda temos a tramitação no Senado”, orientou o presidente.

Aurora Maria Miranda Borges, presidente da Fundação ANFIP, em sua fala, destacou a importância do trabalho parlamentar junto aos deputados e senadores em vista a nocividade da aprovação da PEC 6/2019. Que embora já tenha sido aprovada na Câmara em primeiro turno, ainda restam o segundo turno, bem como sua votação no Senado Federal, onde poderá sofrer alterações. Não podemos neste momento nos retrocedermos, porém continuarmos na luta em prol de todos os trabalhadores brasileiros.

Fonte:https://www.anfip.org.br/assuntos-tributarios-e-previdenciarios/frente-parlamentar-retoma-trabalhos-na-reta-final-da-votacao-da-pec-6-2019/