São Paulo suspende projeto de previdência complementar

11/04/2016 – 09:50:00

A Prefeitura de São Paulo suspendeu o projeto de criação do regime de previdência complementar para os servidores públicos – denominado Sampaprev. O prefeito Fernando Haddad havia encaminhado projeto de lei para a Câmara Municipal (PL 558) em outubro de 2015, mas devido às resistências e críticas dos sindicatos, decidiu desistir de aprovar a proposta até final da atual gestão em 2016. A suspensão foi definida no último dia 30 de março em um protocolo firmado junto com a negociação salarial com os sindicatos dos servidores públicos do município.

“A prefeitura entendeu que não houve uma discussão adequada nem com a base dos sindicatos e nem com os conselheiros do Iprem”, diz Luiz Carlos Ghilard, membro do conselho deliberativo do regime próprio de São Paulo (Iprem-SP) e presidente do Sinesp – Sindicato dos Especialistas de Educação do Ensino Público Municipal SP.

O representante explica que os sindicatos estavam exigindo aprofundamento das discussões sobre o modelo, estrutura e fiscalização do novo sistema de previdência a ser implantado. Diante da insatisfação dos sindicatos, a gestão Haddad decidiu recuar da aprovação do projeto antes do término do mandato em 2016.

Fonte: Investidor Institucional

Open chat
Fale conosco!
X