Saldo da diferença entre exportações e importações é positivo em R$ 646 milhões

A balança comercial brasileira registrou saldo positivo de R$ 646 milhões na segunda semana de setembro. O resultado é fruto de exportações no valor de US$ 5,620 bilhões e de importações equivalentes a US$ 4,974 bilhões, segundo números divulgados ontem (17) pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior.

No acumulado do ano, o superávit comercial soma US$ 14,844 bilhões – resultado da diferença entre as vendas externas de US$ 170,663 bilhões e compras internacionais de US$ 155,819 bilhões. Houve queda de 30% em relação ao mesmo período do ano passado, quando o saldo comercial somou US$ 21,3 bilhões.

Em setembro, a média diária dos embarques externos foi US$ 1,118 bilhão. Houve um pequeno crescimento de 0,9% na comparação com o mesmo período de 2011. O aumento é atribuído ao acréscimo nas exportações de manufaturados (+2,8%) e de produtos básicos (+5,1%).

Em contrapartida, retrocederam as vendas de semimanufaturados para o exterior (-18,4%). Houve queda, principalmente, de ferro/aço, ouro em forma semimanufaturada, açúcar em bruto, ferro fundido e celulose.

A média diária das compras internacionais somou US$ 932,3 milhões, o que representou baixa de 3,1% em relação a setembro do ano passado (US$ 962,5 milhões). De acordo com o MDIC, caíram os gastos, principalmente, com combustíveis e lubrificantes (-36,23%), aeronaves e partes (-9,2%), borracha (-8,6%), cobre (-6,6%) e cereais/produtos/moagem (-6,3%).

Fonte: Agafisp

Open chat
Fale conosco!
X