Saiba o que acontece agora com a reforma trabalhista

Segundo o líder governista, Romero Jucá, a proposta segue tramitando normalmente no Senado e deve ser lida amanhã na CCJ

O governo sofreu uma derrota inesperada na votação da reforma trabalhista na Comissão de Assuntos Sociais (CAS) do Senado. Por 10 votos a 9, a comissão rejeitou o relatório do senador Ricardo Ferraço (PSDB-ES) sobre a reforma trabalhista.

Em seguida, os senadores aprovaram o voto em separado do senador Paulo Paim (PT-RS), que é uma espécie de reforma trabalhista alternativa.

O que acontece agora?

A derrota na CAS não enterra a proposta de reforma trabalhista governista. O relatório de Ferraço pode ser apresentado na CCJ, apesar de ter sido rejeitado hoje na CAS.

Paim diz que a diferença é que a CCJ precisa primeiro colocar em votação seu voto em separado para depois analisar o relatório de Ferraço.

O presidente da CCJ, Romero Jucá (PMDB-RR), afirmou que não muda nada o resultado de hoje na CAS. Ele diz que colocará o texto de Ferraço em votação na CCJ.

A matéria segue para CCJ amanhã, quando irei ler meu relatório pela constitucionalidade do projeto.

 

A página do PMDB no Twitter diz que nada muda na tramitação da reforma.

Mesmo rejeitada por 10 a 9 na CAS, tramitação da Ref. Trabalhista continua normalmente na CCJ e depois no plenário do Senado. Não muda nada.

  •   A senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR), presidente do PT, comemorou a derrota do governo. “A luta dos trabalhadores e do povo continua”, escreveu ela no Twitter.

Acabamos de rejeitar a Reforma Trabalhista na Comissão de Assuntos Sociais do Senado. A luta dos trabalhadores e do povo continua!!!

Fonte:http://veja.abril.com.br

Open chat
Fale conosco!
X