Plano para custear saúde de inativos

 Programa que atenderá trabalhador após aposentadoria vira projeto de lei

O superintendente da Superintendência de Seguros Privados (Susep), Luciano Portal Santanna, encaminhará nesta semana ao Ministério da Fazenda a minuta do projeto de lei que institui o PGBL Saúde — plano que visa a acumular recursos para custear as despesas  médicas dos trabalhadores a partir da sua aposentadoria. A proposta é semelhante aos planos que já existem voltados para a previdência privada.

Conforme explicou o superintendente, o mercado de saúde suplementar se ressente de um patrimônio a longo prazo e a medida é antigo pleito do setor, defendido pela Confederação Nacional  de Seguros (CNseg), Federação Nacional de Previdência Privada (FenaPrevi) e Federação Nacional de Saúde (FenaSaúde).

“A ideia é que a pessoa possa se planejar para a terceira idade, recolhendo ao longo do tempo recursos que possam complementar o plano de saúde”, disse Santanna. Segundo ele, ao término do pagamento, se o investidor, em vez de bancar a saúde, quiser sacar toda a contribuição, pagará o Imposto de Renda devido como num PGBL comum.

FONTE: JORNAL O DIA 

Open chat
Fale conosco!
X