Mulheres devem se aposentar mais cedo, avalia Temer

O presidente interino Michel Temer disse nesta sexta-feira (24) não concordar com mudança na regra previdenciária que equipara as idades para homens e mulheres se aposentar. Na sua opinião, as mulheres devem sair um pouco mais cedo do mercado de trabalho pelas funções extras que exercem. “Uma pequena diferença entre o homem e a mulher é razoável, por uma razão. Essa razão não é só minha, vejo escrita a todo momento. A mulher, além do trabalho externo, ela faz o trabalho interno na sua casa, é mãe, etc, às vezes cuida dos irmãos. Talvez uma pequena diferença valesse a pena”, disse.

Temer disse ainda não ter objeção à adoção da idade mínima para a aposentadoria, medida que está sendo estudada por seu governo e tem o apoio ao menos de dois ministros, da Fazenda, Henrique Meirelles; e da Casa Civil, Eliseu Padilha.

“Eu não tenho objeção. Quem analisa a Constituição verifica o seguinte: na previdência geral, você se aposenta se reunir duas condições. Está escrito ali literalmente. Primeiro, tempo de contribuição: 35 anos para os homens e 30 anos para as mulheres. Segundo 65 anos (de idade) o homem, 60 anos a mulher. Então, a Constituição já definiu a idade, mas eu não sei, ao longo do tempo, foi-se fazendo uma construção de que seria uma alternativa, e não uma conjuntiva, não é uma somatória dos dois. Então eu acho que talvez isso venha a ser colocado. Aliás, uma pesquisa recente revelou que mais de 65% da população entendeu que se deve estabelecer idade mínima”.

Fonte: O Globo

Open chat
Fale conosco!
X