Mulher agride médica perita do INSS que concedeu sua alta durante revisão de auxílio

INSS

Uma médica perita do INSS foi agredida com um soco, ontem à tarde, por uma mulher a quem tinha concedido alta durante a revisão de um auxílio-doença, dentro da agência de Copacabana, na Zona Sul do Rio. A agressora foi logo controlada por um segurança do órgão e levada pela Polícia para uma delegacia. Mesmo assim, o funcionamento da agência ficou prejudicado.

— A mulher tinha feito o exame médico há cerca de três semanas. Teve alta do benefício, mas tinha direito a alguns resíduos correspondentes ao período entre o dia do último pagamento e a alta concedida. Por isso, ela voltou a agência — contou Fernando Sixel, gerente executivo do INSS Rio: — A médica que tinha dado a alta para ela estava fazendo outra perícia, mas saiu do consultório para pegar um documento e foi reconhecida.

Quando voltou para a sala, a mulher entrou correndo e deu um soco em seu rosto. Mas ela foi contida imediatamente pela segurança.

A segurança chamou a Polícia e a agressora foi autuada em flagrante. A perita ainda foi à Policia Federal prestar queixa e ao Instituto Médico Legal (IML) para fazer o exame de corpo de delito.

Após a ocorrência, a agência de Copacabana fechou, deixando alguns atendimentos agendados pendentes. Segundo Fixel, eles serão remarcados para uma data breve, até a semana que vem, sem nenhu prejuízo financeiro para os beneficiários.

A questão da segurança também sofrerá mudanças. Apesar de alegar já cumprir as normas (possuir porta detectora de metal, detector portátil e segurança a cada quatro consultórios), o INSS disse que vai aumentar o número de seguranças e colocar as cadeiras de espera numa posição diferente, de forma que os segurados não fiquem tão perto dos consultórios.

Fonte: Diário do Congresso

Open chat
Fale conosco!
X