INSS expande prova de vida por biometria facial

O anúncio da expansão do projeto piloto da prova de vida por biometria facial prevê grande ampliação do serviço. Ele vai ser oferecido para um número muito maior de beneficiários, além de deixar o processo mais simples para os aposentados e pensionistas.

O  novo plano de ação integrada dos órgãos envolvidos pretende reduzir muito a necessidade do beneficiário em comparecer a uma agência.

As informações serão divulgadas oficialmente amanhã.  Participam do anúncio o  secretário especial de Previdência e Trabalho, Bruno Bianco, o secretário especial de Desburocratização, Gestão e Governo Digital, Caio Mario Paes de Andrade, o presidente do INSS, Leonardo Rolim e pelo presidente do DataPrev, Gustavo Canuto.

O projeto-piloto da prova de vida por biometria facial começou no final de agosto do ano passado. Nesta primeira etapa, participaram  cerca de 500 mil beneficiários de todo o país.

Para realizar a biometria facial, o INSS usou a base de dados do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) e do Tribunal Superior Eleitoral.

Foram selecionados segurados que tem carteira de motorista e título de Eleitor.  E agora foram realizados  os ajustes necessários para que o procedimento digital possa ser implementado com segurança para mais beneficiários.

É importante destacar que o beneficiário que participar do piloto e realizar a prova de vida por biometria terá o procedimento efetivado, ou seja, não é um teste. A fé de vida valerá e o segurado não precisará se deslocar até uma agência bancária para o processo.

 
 
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Open chat
Fale conosco!
X