Inadimplência atinge mínima histórica de 3,3% em agosto

O Banco Central informou nesta 2ª feira (28.set.2020) que agosto renovou a menor taxa de inadimplência nas operações com recursos livres desde março de 2011, quando começou a série histórica medida pela instituição. Atingiu 3,3% no mês passado ante 3,5% em julho.

A inadimplência para pessoa física baixou a 4,8% (5,1% em julho). Para pessoa jurídica, recuou de 1,8% para 1,6%.

Os dados de foram divulgados no relatório de estatísticas monetárias e de crédito. Eis a íntegra (291 KB).

 

Segundo o documento, o estoque total de crédito acresceu 1,9% em agosto na comparação com o mês anterior, para US$ 3,736 trilhões. As concessões no crédito livre subiram 0,5% no período.

O juro médio no crédito livre caiu para 26,7% em agosto, de 27,3% em julho. O spread bancário com recursos livres também diminuiu, saindo de 23,0 para 22,3 pontos percentuais.

Os juros das operações com cartão de crédito rotativo tiveram queda de 1,8 ponto percentual no período, passando de 312% ao ano em julho para 310,2% em agosto.

A taxa de juros do cheque especial voltou a subir depois de 4 meses de queda. Estava em 111,7% ao ano em julho e subiu para 112,6% em agosto.

 

Fonte:https://www.poder360.com.br/economia/inadimplencia-atinge-minima-historica-de-33-em-agosto/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Open chat
Fale conosco!
X