Governo Central registra superávit primário em junho

O Governo Central, que engloba o Banco Central, o Tesouro Nacional e a Previdência Social, registrou superávit primário de R$ 1,272 bilhão em junho. O superávit primário é a economia que o governo faz para o pagamento dos juros da dívida. O resultado do mês passado é 28,8% inferior ao de maio, quando o superávit ficou em R$ 1,787 bilhão, informou hoje (31) o Tesouro Nacional.

Pelos números divulgados há pouco, no acumulado do ano, o superávit do Governo Central ficou em R$ 55,593 bilhões, com queda de 14,1% na comparação ao primeiro semestre de 2011, quando foram registrados R$ 49,085 bilhões.

As receitas totais do Governo Central apresentaram aumento de R$ 41,7 bilhões (8,7%) em comparação ao período janeiro a junho de 2011, ficando em R$ 521,7 bilhões no semestre. As despesas apresentaram crescimento maior, de R$ 42 bilhões (12,5%), passando para R$ 379,5 bilhões.

Ainda hoje, o Banco Central também divulgará o resultado das contas públicas. O BC e o Tesouro Nacional utilizam metodologias diferentes. O Tesouro Nacional calcula o superávit primário com base nas receitas e nos recursos executados do Orçamento. Por sua vez, o BC registra o esforço fiscal com base na variação do endividamento da União, dos estados, dos municípios e das estatais. Devido à defasagem dos dados utilizados, os cálculos não são iguais.

Fonte: AGAFISP

Open chat
Fale conosco!
X