Funcionários da Caixa começam a pagar por rombo em fundo de pensão

Os funcionários da Caixa começaram a cobrir o rombo milionário na Funcef, o fundo de pensão dos funcionários do banco. O déficit no fundo de pensão registrado em 2014 é de R$ 2,3 bilhões.

Os 57 mil participantes agora pagam uma taxa adicional de 2,73% sobre suas contribuições. A tarifa também é cobrada de aposentados, que vão receber 2,73% a menos. O pagamento extra é cobrado dos participantes do plano REG/Replan Saldado, que é o maior e mais antigo da Funcef.

O fundo tem ainda outros dois planos previdenciários. Em nota, a Funcef deu indícios de que “outros planos poderão ser submetidos a equacionamento no exercício de 2017”.

A previsão é que a tarifa extra seja cobrada por 17 anos, mas os participantes temem que novas cobranças sejam criadas, pois o déficit pode ter chegado a R$ 5 bilhões em 2015.

O rombo nas contas da Funcef e de outros fundos de pensão de empresas estatais foi investigado em uma CPI no Congresso, que indiciou 145 pessoas, suspeitas de envolvimento em esquemas de corrupção.

Um dos investimentos considerados suspeitos, que teve a participação da Funcef, teve também a participação da Sete Brasil, empresa criada para administrar sondas de perfuração da Petrobras e que está envolvida na Operação Lava Jato. Neste investimento, a Funcef reconheceu uma perda de R$ 1,3 bilhão.

Em maio, os participantes do REG/ Replan injetaram R$ 7,3 milhões a mais no plano, enquanto a Caixa ampliou seu aporte em R$ 6,2 milhões. Mesmo assim, o banco deixou de aportar mais de R$ 1 milhão referente aos beneficiários do plano. O aporte foi suspenso pelo Ministério do Planejamento com base em parecer do Tribunal de Contas da União (TCU), que está sendo contestado pelos aposentados.

A Funcef alertou a seus participantes que o valor da contribuição será revisto anualmente e que ela é uma resposta a “adversidades”. “Havendo fatos relevantes de alteração na composição da massa de participantes e assistidos, caberá avaliação em período inferior”, diz o comunicado encaminhado aos participantes no último mês.

Fonte: Tribuna Online

Open chat
Fale conosco!
X