Auditores de ao menos 17 Estados alegam falhas técnicas na portaria do governo federal