Governo vai propor corte nas pensões por morte para 50% a 60% do vencimento integral do cônjuge.

 

Da tesourada de Temer, não se salvam nem as viúvas. No âmbito da Reforma da Previdência, o governo vai propor corte nas pensões por morte para 50% a 60% do vencimento integral do cônjuge. Também, como já dissemos aqui, haverá a restrição do acúmulo de aposentadoria e pensão por morte.

Além disso, haverá a desvinculação de benefícios, como o BPC, do salário mínimo, acabando com o seu ganho real. A proposta deve ser enviada ao Congresso nos próximos dias e a avaliação do Planalto é de que será aprovada com facilidade.

Fonte: Jornal do País