Reinaldo Azambuja assinou decreto que paga produtividade a auditor fiscal, que tem salário base de R$ 26 mil

Em seu último dia de trabalho antes das férias, o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) decretou na última sexta-feira (5), mas que foi publicado somente na edição desta segunda do do Diário Oficial do Estado, a definição de bônus por produtividade e cumprimentos de metas definidas pela Secretaria de Estado da Fazenda a ser pago aos auditores fiscais tributários.

O projeto é semelhante ao instituído pelo prefeito Marcos Trad (PDS) na Capital e visa incentivar os fiscais a aumentarem o pente fino sobre inadimplentes e devedores de impostos no Estado.

Segundo o texto do decreto, o valor de bonificação aos servidores da área poderá atingir o máximo de até dois mil seiscentos e sete décimos de milésimos do vencimento-base da referência. O salário base da categoria ultrapassa os R$ 26 mil.

Esse valor, no entanto, poderá ser multiplicado em caso de aproveitamento de percentual das metas. Ou seja, se o auditor ir além das expectativas, garantindo a arrecadação ao Estado e reduzindo a evasão de receitas.

Fonte:  correiodoestado.com.br