Ex-presidente participa de manifestação em SP. Ele é ligado à Central Única dos Trabalhadores 4 das 6 maiores centrais reclamam de politização

O ex-presidente Lula da Silva participa do 33º Congresso Nacional da CNTE (Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação), Lula foi interrompido por representantes da CPS (Central Sindical e Popular) que gritavam

 

Integrantes de Força Sindical, UGT, CSB e Nova Central decidiram boicotar a manifestação contra a reforma da Previdência marcada para a tarde de desta 4ª feira (15.mar.2017) na avenida Paulista.

A presença do ex-presidente Lula, ligado à CUT, foi decisiva para os sindicalistas se afastarem da mobilização. O alerta foi dado pelo presidente da CGTB, Ubiraci Dantas de Oliveira, enquanto parte das centrais realizava uma manifestação na ponte do Socorro, zona sul de São Paulo.

Eles reclamam de politização da agenda trabalhista. Por isso, realizaram atos apenas no período da manhã.

As 4 centrais sindicais em questão não encampam o discurso do “Fora Temer”. Apenas CUT e CTB, que pertencem à frente Brasil Popular, pedem a saída do presidente.

“Não fomos avisados disso. Ficamos sabendo só hoje que ele iria à manifestação. Temos respeito pelo Lula, mas avisamos que não dá”, disse o secretário-geral da Força Sindical, João Carlos Gonçalves, o Juruna.

Os sindicalistas afirmam que a presença de Lula tornará o ato político, tendo como alvo o Palácio do Planalto. O ex-presidente disse que será candidato às eleições de 2018.

lula-centrais
Cartaz de convocação para o ato na avenida Paulista
Fonte:http://www.poder360.com.br/