Acaba de chegar à Câmara Municipal projeto de lei que altera as regras de contribuição previdenciária e tira direitos dos servidores públicos de Goiânia. O texto foi encaminhado pelo presidente do Instituto de Previdência (IPSM), que está na Casa para pedir apoio dos vereadores.

Por enquanto, apenas uns poucos políticos da Câmara tiveram acesso ao texto, mas o que já se sabe é que ele tira muitos direitos dos funcionários públicos.

A proposta é tão impopular que já se criou uma narrativa entre os aliados de Iris para defendê-la. “É preciso lembrar que entre 1980 e a criação do atual fundo ninguém contribuiu, porque houve um lapso legal. Precisamos construir um caminho, uma ponte”, disse o presidente da Câmara, Andrey Azeredo (MDB).

Fonte:  Goiás 24horas