Em mais uma audiência pública regional promovida pela Frente Parlamentar Mista em Defesa da Previdência Social, a ANFIP, a Fundação ANFIP e diversas entidades reafirmaram a luta em defesa do Seguro Social brasileiro, nesta sexta-feira (12), na Assembleia Legislativa de Goiás, em Goiânia. A presidente da Fundação ANFIP, Maria Inez Rezende dos Santos Maranhão, participou do evento.

A frente é uma iniciativa que reúne, além da ANFIP, idealizadora do movimento, cerca de 60 entidades. A audiência de Goiânia foi dirigida pelo senador Paulo Paim (PT/RS), que divide a coordenação do grupo com o deputado Arnaldo Faria de Sá (PTB/SP).

A ANFIP vem defendendo veementemente a saúde financeira do sistema de Seguridade Social, que abarca Previdência, Assistência Social e Saúde e fecha as contas anualmente com superavit. Desta forma, propostas que resultem na retirada de direitos dos trabalhadores são inaceitáveis. A Entidade divulga ainda, ano a ano, os resultados do sistema, e vem comprovando que os recursos arrecadados são suficientes, com sobras, para garantir os programas sociais que permitem a diminuição das desigualdades por meio da distribuição de renda. Em 2015, dados preliminares apontam para superavit próximo a R$ 25 bilhões na Seguridade Social.

Em seu pronunciamento, a presidente da Fundação ANFIP divulgou as publicações “Previdência Social – Contribuição ao Debate” e “Desmistificando o Deficit da Previdência Social”, produzidas no âmbito da Frente Parlamentar para ajudar a entender a Previdência pública. As duas obras, coordenadas pela ANFIP e pela Fundação, têm por objetivo apresentar estudos de assuntos relacionados diretamente à Previdência Social, como forma de subsidiar os debates sobre uma possível reforma que não retire direitos trabalhistas e que promova mudanças estruturais da captação de recursos nos termos da legislação atual.

Participe!

A Frente Parlamentar está promovendo debates em todo o Brasil. Na próxima quinta-feira (18) é a vez de Palmas (TO) receber o grupo. Ainda em agosto, no dia 19, Fortaleza (CE) sedia as discussões. Em setembro, no dia 2, a audiência ocorre em Belo Horizonte (MG). Confira aqui o cronograma completo e participe do evento em sua cidade!

Fonte: ANFIP