O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) registrou um déficit (arrecadação líquida menos despesa com benefícios previdenciários) de R$ 11,1 bilhões em setembro deste ano, informou nesta quarta-feira (31) o Ministério da Previdência Social.

Sobre igual período do ano passado, quando o resultado negativo somou R$ 9,87 bihões, houve um crescimento de 12,7%. Segundo o governo federal, este também foi o maior resultado, em números corrigidos pelo INPC, desde 2007, quando o déficit do INSS superou a barreira dos R$ 12 bilhões.

O alto valor do déficit, em setembro deste ano, está relacionado com a antecipação do pagamento da primeira parcela do décimo terceiro salário dos aposentados e pensionistas, que aconteceu no fim de agosto e início deste mês. Estimativas do Ministério da Previdência são de que o impacto da medida, no déficit de setembro, é de cerca de R$ 9 bilhões. Há seis anos o governo realiza a antecipação do pagamento do benefício para os aposentados e pensionistas em agosto e no início de setembro.

Fonte: Brasilia em tempo real