Reforma trabalhista: Brasil pode voltar a integrar lista de violações da OIT

O Brasil poderá integrar, mais uma vez, a lista de violações de direitos humanos trabalhistas da Organização Internacional do Trabalho – OIT. Isto porque dispositivos da reforma trabalhista, sancionada em julho de 2017, foram incluídos em relatório que aponta diversos países suspeitos de violar direitos dos empregados. O relatório foi elaborado por uma comissão de peritos para…

    Rio – O pente-fino do INSS, que vai revisar mais de 3 milhões de benefícios, vai começar tão logo a Comissão Mista de Orçamento da Câmara autorize o crédito suplementar de R$ 248,9 bilhões. E, pelo andar da carruagem, essa grana vai ser liberada ainda hoje se o acordo firmado entre partidos de…

Mutirão de conciliação da Justiça faz acordos em ações de planos econômicos

    Poupadores que entraram com ações contra a Caixa Econômica Federal, devido às perdas provocadas por planos econômicos implementados entre os anos 1980 e 1990, podem se inscrever em mutirão de conciliação para participar de acordo homologado pelo Supremo Tribunal Federal (STF). O Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF2), que abrange os estados…

O raio X da Previdência dos estados

A entrada dos servidores estaduais e municipais na reforma da Previdência é um dos pontos de maior controvérsia na proposta em discussão no Congresso. Nesta terça-feira (11), governadores se reúnem em Brasília para discutir a questão e divulgar um manifesto conjunto. O fato é que a situação fiscal dos estados é muito crítica, com rombos bilionários –…

Em novo recorde, dívida de aposentados chega a R$ 132,1 bilhões

O assédio dos bancos sobre aposentados e pensionistas está cada vez maior. Não por acaso, o endividamento dos beneficiários do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) bateu novo recorde. Dados do Banco Central (BC) apontam que o saldo da dívida das operações de empréstimos consignados, com parcelas descontadas diretamente do benefício, atingiu R$ 132,1 bilhões…

Guedes defende reforma tributária e pacto federativo em sequência à reforma da Previdência

Pablo Valadares/Câmara dos Deputados   As prioridades do governo após a reforma da Previdência (PEC 6/19) serão a reforma tributária e mudanças no pacto federativo, segundo o ministro da Economia, Paulo Guedes. “Se a Câmara quiser discutir a reforma tributária, entraríamos pelo Senado com a discussão do pacto federativo. Essa é a maior ferramenta que o…