Contratação antecipada impede que trabalhadora receba seguro desemprego

A Justiça do Trabalho do Distrito Federal condenou a Tivit Terceirização de Processos, Serviços e Tecnologia S.A., por ter registrado como empregada uma trabalhadora que participou de processo seletivo, mas logo comunicou desistência do emprego. O registro impediu que a trabalhadora recebesse as parcelas do seguro-desemprego. A condenação foi o pagamento de indenização por danos…