SEM REFORMA, TEMER AMEAÇA CORTAR SALÁRIOS E PENSÕES DE SERVIDORES

247 – Em entrevista ao jornalista Domingos Fraga, publicada no R7, Michel Temer afirmou que, se sua reforma da Previdência, rejeitada pela absoluta maioria dos brasileiros não for aprovada, a conta será paga pelos servidores públicos. “O que vai acontecer é que as pensões serão cortadas; o vencimento dos servidores públicos será cortado como aconteceu em outros países”,…

Cármen Lúcia suspende pontos do decreto de Temer que abrandavam regras para concessão do indulto de Natal

Presidente do STF acolheu ação apresentada por Raquel Dodge. Magistrada afirmou na decisão provisória que ‘indulto não é prêmio ao criminoso nem tolerância ao crime’. Responsável pelo plantão do Judiciário durante o recesso, a presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármen Lúcia, suspendeu nesta quinta-feira (28) os trechos do decreto editado na semana passada pelo…

Em carta a Temer, governadores prometem processar Marun por pressão por reforma

Deputado admitiu que governo negocia crédito da Caixa em troca de votos da reforma Governadores do Nordeste enviaram nesta quarta-feira (27) carta pública ao presidente Michel Temer protestando contra a declaração do ministro-chefe da Secretaria de Governo, Carlos Marun, que admitiu na terça-feira (26) que o governo pressiona gestores estaduais e municipais a trabalharem a favor da aprovação da reforma da…

Pressão de Marun em governadores e prefeitos é ilegal, diz Fenafisco

Para entidade atitude é ofensiva Crítica também vem de governadores A Fenafisco (Federação Nacional do Fisco) divulgou nota nesta 4ª feira (27.dez.2017) criticando a postura do ministro da Secretaria de Governo, Carlos Marun. Ontem (26.dez), Marun disse que o Planalto espera que governadores apoiem a reforma da Previdência como uma “reciprocidade” pela liberação de verbas e financiamentos…

Primeiro-ministro do Japão pede que empresas aumentem salários em 3% ou mais

Aumento vai fortalecer ciclo econômico positivo e conter deflação, disse premiê.   O primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, pediu às empresas que aumentem os salários em 3% ou mais no próximo ano. Com o pedido, o primeiro-ministro mantém a pressão sobre as empresas e amplia políticas de estímulo ao crescimento econômico, conhecidas como “Abenomics”. “Devemos sustentar…