Para especialistas, reduzir as desigualdades fortalece economia do país


 

Apesar das contrarreformas e do desmonte do Estado, um outro futuro, com mais justiça social e menos desigualdade, é possível! Esse foi o debate realizado, nesta terça-feira (23/1), por economistas e especialistas, durante o seminário “Brasil: outro futuro é possível!”. O evento aconteceu no auditório da Faculdade de Ciências Econômicas/UFRGS, em Porto Alegre (RS), organizado por ANFIP, Fenafisco (Federação Nacional do Fisco Estadual e Distrital) e o Instituto Justiça Fiscal (IJF).

O objetivo do encontro foi demonstrar as verdades e mitos sobre o tema previdenciário, bem como revelar o que está por trás da proposta do governo. Para isto, foram formadas três mesas de debates, que abordaram a conjuntura política, econômica e social do Brasil, a reforma da Previdência e a proposta de reforma tributária, dentre outros assuntos.

O presidente da ANFIP, Floriano Martins de Sá Neto, integrou o painel que discutiu a Reforma da Previdência: verdades, mitos e falácias, e o direito à proteção social. O tema ainda foi abordado pelo vice-presidente de Assuntos e Estudos Tributários, Cesar Roxo Machado, e pelo economista e professor da Unicamp Eduardo Fagnani.

No painel Conjuntura Política, Econômica e Social do Brasil, foram analisadas as fragilidades dos alicerces do nosso Estado Democrático de Direito, além dos diversos ataques aos direitos sociais sofridos nos últimos tempos, tornando necessário e urgente reafirmar a resistência e a busca de um outro futuro, com exposição da diretora do IJF, Maria Regina Paiva Duarte; do jornalista, editor do site Outras Palavras, Antônio Martins; do economista, professor da Unicamp e presidente da Fundação Perseu Abramo, Márcio Pochmann; e do senador Paulo Paim (PT/RS).

A proposta de reforma tributária também fez parte da programação, sendo esplanada pelo economista e professor da Unicamp Pedro Rossi, ao lado da economista e professora da UFRGS, e diretora do IJF, Rosa Ângela Chieza; do Auditor Fiscal da Receita Federal do Brasil, associado ao IJF, Paulo Gil Introíni; e do Auditor Fiscal estadual e presidente da Fenafisco, Charles Alcântara. Os especialistas defenderam que a redução das desigualdades sociais, bem como a sustentabilidade do próprio desenvolvimento econômico do país dependem de uma reestruturação do sistema tributário nacional, no sentido de deslocar parte da carga tributária do consumo para a renda e patrimônio, tornando-o mais progressivo, ou seja, agravando mais a renda dos mais ricos do que a dos mais pobres.

O evento contou ainda com a participação do deputado federal Elvino Bohn Gass (PT/RS), coordenador da Frente Parlamentar em Defesa da Previdência Rural; do vice-presidente de Política de Classe da ANFIP, Luiz Cláudio Martins; do assessor de Estudos Socioeconômico, Vilson Antonio Romero; da ex-conselheira da ANFIP, Dulce Wilennbring de Lima; da presidente da Fundação ANFIP, Aurora Maria Miranda Borges; e do presidente da Agafisp, José Amilton Vieira Freire. Os vídeos das palestras estão disponíveis no site da ANFIP no Facebook (ANFIP Nacional).

Fonte:  ANFIP